Vivendo pré-conceitos em pleno séc. XXI

em

É inacreditável!
Conversando calmamente com o segurança da Bienal do Livro, esperando meu próximo passageiro eu escuto em tom sarcástico: “Duvido que você nunca tenha batido o carro!”

Respondi em tom de revolta:

– Por que esta indagação?

Ele responde como se fosse óbvio:

– Porque você é mulher!

Virei as costas na hora e entrei no carro. Achei uma infelicidade do cidadão rotular todas as mulheres de serem más motoristas.

Hoje, exite muito mais harmonia entre homens e mulheres. Elas costumam elogiar as capacidades masculinas, e eles estão valorizando as femininas cada vez mais e, sendo assim, os conflitos diminuem. Quando recebi O comentário foi literalmente um chute no saco que eu não tenho.  Achava, na minha santa inocência, que isso não existia mais.

A experiência de aborrecimento que tive hoje serviu para eu fazer um apelo aos homens (e também mulheres, por que não?) com menos noção de “sociedade”:
Respeito é mútuo, julgamento também. Não podemos mais, em pleno século XXI, alimentar pré-conceitos, sejam quais forem. Um negro pode ser honesto ou ladrão, um branco pode ser burro ou inteligente, um segurança pode ser ou não digno, um empresário pode ser prepotente ou humilde, um homem pode cozinhar bem ou mal, uma mulher pode ser uma excelente ou uma péssima motorista. Sendo assim, vamos parar de rotular tudo e todos, isso é muito 1990.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s