Aprendendo a lidar com a chuva

em
Fotos da chuvinha chata, em casa.
Fotos da chuvinha chata, em casa.

Nunca fui muito reclamona em relação às coisas sobre quais não tenho controle: trânsito das 18hrs, queda de energia, atraso dos correios, essas coisas.

Mas tem uma coisa que me atinge: sábado e domingo com chuva. Explico: trabalho na agência durante a semana, sou louca por praia e, morando em Florianópolis, faço da praia o meu programa oficial, não importando se é pela manhã, a tarde, no verão com suco e cerveja ou no inverno com chimarrão. O único fator que pode impedir minha praia sagrada com meu noivo e amigos é a maldita chuva e, com o inverno, isso começa a acontecer mas do que gostaríamos.

De uns tempos para cá, estou revendo meus conceitos sobre o dia de frio e de chuva, assim como diversos conceitos do meu dia a dia, simplesmente porque não sou Deus, logo, não posso controlar o tempo, logo, não posso me aborrecer pelas coisas sobre as quais não tenho controle.

http://www.pinterest.com/hklein715/warm-fuzzies/
http://www.pinterest.com/hklein715/warm-fuzzies/

Sou uma pessoa visual, designer por formação, fotógrafa super amadora do surf do noivo e ligada a conceitos, Pinterests e Tumblrs.  E foi aí que comecei o trabalho em direção à mudança temperamental ligada ao dia cinza:

– Sábado nublado. 7 da manhã. Café preto, calça de moletom, sofá, internet. E dia cinza após dia cinza fui navegando pelas fotos de boards que começaram a me passar um sentimento DELICIOSO de preguicinha, relaxamento, conforto, beleza. Foi (e ainda está sendo) um processo. Ainda tenho raivinha de acordar e ver que não vou caminhar na areia mas, agora, é raivinha, e não mais raiva.

– Ver que existem coisas gostosas a se fazer em dia de chuva também foi muito bom como tomar café de pijama e sem pressa, vestir um par de galochas, guarda-chuva e sair pela Lagoa, passar na farmácia, fazer sacolão, trazer um pão quentinho para casa, sentar no sofá com o laptop, cobertor e 2 meias para escrever meus textos olhando e ouvindo a chuva lá fora.

Na verdade o que interessa desse assunto todo é que a gente, quando tem uma forcinha de vontade, consegue mudar as coisas que estão incomodando a gente. Deixando a teimosia de lado, conseguimos também aproveitar todo e qualquer momento ao invés de deixar aquela manhã de chuva escorrer pelo ralo. J

Lagoa da Conceição, Florianópolis, 15 de junho de 2014.
Domingo de Chuva.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s